X
Cadastre-se e concorra a um Tablet novinho! O sorteio será realizado no dia 30/09/15.

Empresários pedem mais investimentos do governo

03/06/2013 |
Compartilhar

Com faturamento de R$ 6,7 bilhões em abril, a indústria de máquinas e equipamentos registrou o melhor desempenho para o mês, desde o início da crise financeira internacional em 2009. No comparativo com março o resultado é 4,2% maior, o que também corresponde a uma alta de 4,6% frente a abril do ano passado. Apesar do avanço dos investimentos, o resultado apurado no acumulado do ano, que chega a R$ 23,8 bilhões, é 8,2% inferior ao faturamento medido no mesmo período de 2012.

Apesar do avanço disseminado entre os vários segmentos de máquinas e equipamentos em abril, para a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) o resultado no mês não pode ser considerado um bom presságio, sinal de um início de primavera no segmento, que há dois anos vem amargando a ausência de investimentos. “Quando se limpam os números, retirando dos bens de capital os resultados do setor caminhões e ônibus, percebe-se que há dois anos o país não avança em seu investimento produtivo”, aponta Mário Bernardini, diretor de economia e estatística da associação. Segundo ele, as perspectivas não apontam para uma mudança de rumos a curto prazo, já que as grandes alavancas para o investimento não dão sinais de retomada. “As concessões públicas estão atrasadas, o setor de óleo e gás também não deve ser uma locomotiva esse ano.”

Além disso, freando à retomada o consumo da China também desacelerou, reduzindo a demanda por matéria-prima. O câmbio, outro pleito antigo do segmento, componente decisivo para acelerar as importações, dá indícios de permanência perto dos R$ 2. “Com a pressão inflacionária o Banco Central deve continuar intervindo para evitar a alta do dólar. Por um bom tempo o brasileiro ainda a fazer compras em Miami”, aponta Bernardini.

Pressão

Em Minas Gerais empresários estão articulando uma frente parlamentar na tentativa de pressionar o governo federal a promover investimentos e conter a chamada desindustrialização. “Estamos trabalhando em um levantamento identificando todas as regiões produtivas do estado, principalmente onde há concentração de empresas do setor”, diz Henrique Freitas, diretor regional da Abimaq. Segundo ele, a ideia é tentar reverter a perda de dinamismo do setor produtivo.

 O consumo de máquinas e equipamentos no país (R$ 10,1 bilhões) também somou alta de 7,3% em abril frente a março e no acumulado do ano, o resultado que soma R$ 37,4 bilhões é 6,6% superior ao mesmo período de 2012. Os dados da Abimaq mostram que o Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) do setor teve alta de 1,4% em abril ante março, para 74%.

Fonte: em.com.br

  • Assistência Técnica (19) 2534 9426
  • Administração (19) 2534 9412
  • Vendas (19) 2534 9400
Merax Máquinas e Equipamentos
Avenida Francisco Luiz Rasera, 825   Água Branca   CEP 13425-084   Piracicaba   SP   Brasil
merax@merax.com.br
Desenvolvido por index soluções
Merax Máquinas e Equipamentos
Avenida Francisco Luiz Rasera, 825   Água Branca   CEP 13425-084   Piracicaba   SP   Brasil
merax@merax.com.br
Desenvolvido por index soluções