X
Cadastre-se e concorra a um Tablet novinho! O sorteio será realizado no dia 30/09/15.

Duas boas notícias para a indústria: mais emprego, mais confiança

03/08/2012 |
Compartilhar

 A indústria brasileira está mais confiante em relação a julho de 2012. É o que aponta o Índice de Confiança do Empresário Industrial – Icei, divulgado pela Confederação Nacional da Indústria – CNI. O otimismo do empresário cresceu 1,2 ponto frente ao mês passado, atingindo 54,5 pontos.

Os indicadores variam de 0 a 100. Valores acima de 50 pontos apontam condição melhor ou expectativa otimista; abaixo de 50, significam falta de confiança.

O resultado apontou mais confiança em quase todas as regiões do Brasil, com exceção do Nordeste, cujo indicador ficou estável em 57,7 pontos (ainda sim é o mais elevado entre as regiões). Entre os segmentos industriais, houve alta no índice de confiança do setor de transformação e de construção. Já a indústria extrativa apontou queda de 3 pontos na comparação de agosto com julho, registrando 54,1 pontos (ainda confiante).

Dos 28 setores da indústria de transformação pesquisados, apenas dois registraram pessimismo: o madeireiro e o de manutenção e reparação.

As expectativas dos empresários para os próximos seis meses também continuam otimistas. Segundo o Icei, as perspectivas dos industriais aumentaram 0,7 ponto, somando 58,7 pontos.

A alta mensal no emprego da indústria paulista é outra notícia bem-vinda pelo setor. Após seguidos registros de queda, a Pesquisa do Nível de Emprego da Indústria Paulista de Transformação – Estado e Regiões, elaborada pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo – Fiesp, aponta 500 vagas a mais em julho com relação a junho.

Das atividades pesquisadas no levantamento, 10 demitiram, nove contrataram e três ficaram estáveis. Produtos diversos (2,2%), Couros e Fabricação de Artigos de Couros, Viagem e Calçados (1,8%) foram os setores com as maiores altas. Já Confecção de Vestuários e Acessórios (-0,6%), Metalurgia (-0,6%) e Produtos de Minerais Não Metálicos (-0,6%) registraram as principais quedas na comparação mensal.

Das 36 regiões analisadas, 14 demitiram, 14 contrataram e oito ficaram estáveis. Impulsionada por Produtos Alimentícios (7,62%), Matão foi a cidade com a maior alta, de 1,88%. Santa Bárbara d’Oeste computou a queda mais expressiva, registrando 2,87% empregos a menos em julho.

A Fiesp acredita na recuperação da atividade industrial até o final do ano, mas não com força suficiente para compensar o saldo negativo acumulado.

Fonte: http://blog.nei.com.br

  • Assistência Técnica (19) 2534 9426
  • Administração (19) 2534 9412
  • Vendas (19) 2534 9400
Merax Máquinas e Equipamentos
Avenida Francisco Luiz Rasera, 825   Água Branca   CEP 13425-084   Piracicaba   SP   Brasil
merax@merax.com.br
Desenvolvido por index soluções
Merax Máquinas e Equipamentos
Avenida Francisco Luiz Rasera, 825   Água Branca   CEP 13425-084   Piracicaba   SP   Brasil
merax@merax.com.br
Desenvolvido por index soluções